O Cemitério protestante alemão de Lisboa

Horários de abertura veja em baixo.

 

 

+ + +    ATENÇÃO !!!   + + +

 

O horário no cemitério em AGOSTO:

Terça a Sábado:  9h00 - 13h00

Encerra às segundas-feiras!

 

 


 

 

 

O Cemitério Alemão de Lisboa:

local de despedida, espaço de luto,

caminho de esperança e recolhimento.

 

 

 

 

 

 

Já desde 1147 estão documentadas sepulturas de indivíduos alemães em Lisboa. Por exemplo na vertente norte do Castelo de S. Jorge, sob a sacristia central daquele que é hoje o imponente Convento de S. Vicente de Fora, onde jazem os "cavaleiros alemães" que participaram, como cruzados, na conquista de Lisboa e aí tombaram.

 

Posteriormente, até finais do século XV, encontramo-los na várias vezes transformada Igreja de São Julião, hoje património secularizado do Banco de Portugal, situada na rua do mesmo nome, junto à Câmara Municipal.

 

Mais tarde, e até 1820, no cemitério anglo-holandês, nas traseiras do Jardim da Estrela. Em 1821, o abastado comerciante Nicolaus Berend Schlick, oriundo de Lübeck, doou à comunidade evangélica alemã um terreno com perto de 3.000 m2 de área, naquele que é hoje o bairro de Campo de Ourique. Ali se inaugurou solenemente, a 25 de Janeiro de 1822, o primeiro (e mais pequeno) cemitério municipal, o "cemitério alemão".

Capela do cemitério
Capela do cemitério

Sendo embora propriedade legal da Igreja Evangélica Alemã de Lisboa (DEKL), acolhe como última morada tanto os alemães, sejam protestantes, católicos ou judeus, como também portugueses casados com alemães. A pequena capela ostenta um quadro a óleo do doador cujo sarcófago se encontra na encruzilhada de dois caminhos com bonita calçada à portuguesa. Um local de tranquilidade e recolhimento, cuidadosamente mantido - eis como o Cemitério Alemão é considerado pela colónia alemã e pelos numerosos visitantes do país e do estrangeiro. Simultaneamente, é a história, esculpida em pedra, daquela que provavelmente será a segunda mais antiga comunidade protestante no exterior da Alemanha. Comerciantes, conselheiros reais, médicos, escritores, escultores e numerosos diplomatas encontraram aqui a sua última morada.

Preciosas lápides funerárias de tempos idos, espelho duma história cheia de vicissitudes, são objecto dos mesmos cuidados dispensados às verdejantes plantas e flores. Assim, o "cemitério alemão" contrasta de forma amena com as monumentais avenidas de pedra dos grandes cemitérios centrais de Lisboa, surgidos mais tarde.

Há sempre possibilidade de visitar esta pequena jóia. Consulte aqui a morada e os horários de abertura. No caso de pretender uma visita guiada, agradecemos que contacte o secretariado da igreja (Tel.: 217 260 976).

 


Cemitério alemão

Rua do Patrocínio, 59 - Lisboa

 

Horários de abertura (todos os meses, exepto em agosto - veja em cima):

Terça a Sábado:   Das 9h às 13h e das 15h às 18h.

Domingos e Feriados:  Das 9 h às 13h.

Encerra às segundas-feiras.

 

Está encerrado:  Dia 24 de Dezembro a tarde / Dia 25 de Dezembro /

Dia 31 de Dezembro / Dia 1 de Janeiro

 

Reclamações:  Friedhof@dekl.org

 

  • Se quiserem informações sobre o cemitério faz favor entre em contacto com:
    Ursula Caser (Responsável do conselho do paróquia)
    E-Mail: Friedhof@dekl.org
    Senhor Ruslan Timofeev (Jardineiro do cemitério)
    Telefone: 213 900 439
  • Em caso de ocorrência de um óbito na família, queira dirigir-se a:
    Pastora Nora Steen, Pastor Leif Mennrich
    Telefone: 217 260 976 (Secretariado) 918 973 807 (Telemovel)
    Ursula Caser (Responsável do conselho da paróquia)
    Telefone: 214 561 100

 


Como chegar: